Maior prémio português em Cardiologia atribuído a equipa do Serviço de Cardiologia

Este galardão, atribuído no Congresso Português de Cardiologia, é destinado ao melhor trabalho de investigação na área clínica da Cardiologia. Foi atribuído ao estudo “O strain longitudinal da aurícula esquerda é um determinante independente de fibrilação auricular no pós-operatório de cirurgia de substituição aórtica”, assinado pela Dra. Jennifer Mâncio e colaboradores e liderado pelo Prof. Dr. Ricardo Fontes-Carvalho.

O prémio foi desenvolvido na Unidade de Investigação Cardiovascular (UnIC) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. A UnIC foi criada em 1994 e é, actualmente, uma das unidades de investigação integrada na FMUP. Liderada por Adelino Leite-Moreira, esta unidade tem como principal missão promover o conhecimento científico e a sua potencial aplicação na prática clínica, focada no desenvolvimento de novas abordagens de diagnóstico, monitorização e tratamento para as doenças cardiovasculares.

arquivo

Os médicos e investigadores do futuro em Portugal

O Professor Doutor Ricardo Fontes Carvalho foi destaque na revista Sábado num artigo de capa intitulado “Os médicos e investigadores do futuro em Portugal”.

O médico do Serviço de Cardiologia foi entrevistado pela revista Sábado na sequência do trabalho de investigação desenvolvido na área da diástole (relaxamento cardíaco). Esta investigação que já valeu 14 prémios nacionais e internacionais, assim como publicações em 50 revistas científicas, e permitiu compreender a influência que a obesidade e a diabetes têm no desenvolvimento de insuficiência cardíaca.

Saiba mais aqui:
https://www.sabado.pt/ciencia—saude/detalhe/as-25-pessoas-que-vao-mudar-a-sua-saude

arquivo

Cardiologia de Gaia recebe novo equipamento de tomografia computorizada

O futuro do diagnóstico cardiovascular passará cada vez mais por métodos imagiológicos não invasivos. O Serviço de Cardiologia do CHVNG/E tornou-se, no início de 2018, no primeiro Serviço de Cardiologia de um hospital público da Península Ibérica a receber um equipamento de tomografia computorizada de última geração.

O equipamento, um Siemens Somatom Force, tem um sistema de dupla ampola, e é capaz de adquirir imagens de elevada resolução espacial e temporal. São 384 (2 × 192) cortes, com melhor qualidade de image, menos artefactos e menos ruído.

Esta aquisição foi possível através da doação de 1.7 milhões de euros da família do empresário Américo Amorim. Este aparelho permitirá reduzir a exposição dos doentes a radiação e contraste, assim como melhorar a capacidade diagnóstica de doença coronária e valvular.

Saiba mais aqui:
http://www.chvng.pt/index.php/component/k2/item/168-ministro-da-saude-inaugura-novos-equipamentos

arquivo

Trabalhos científicos do Serviço de Cardiologia do CHVNG/E reconhecidos no CPC2018

A Dra. Marisa Passos Silva foi a vencedora do prémio melhor caso clínico do CPC2018 com o a apresentação de um caso clínico de enfarte agudo do miocárdio complicado com choque cardiogénico e necessidade de suporte cardíaco com dispositivo de circulação extra-corporal.

O prémio Sanofi de Cardiologia que visa premiar o melhor estudo de investigação clínica foi atribuído ao trabalho “O strain longitudinal da aurícula esquerda é um determinante independente de fibrilação auricular no pós-operatório de cirurgia de substituição aórtica” realizado por uma equipa liderada pelo Professor Doutor Ricardo Fontes Carvalho.

Saiba mais aqui:
https://spc.pt/premios-e-bolsas-da-spc-e-do-cpc/

arquivo

Dez anos de implantação valvular aórtica por via percutânea

A técnica pioneira e não invasiva de tratamento da estenose aórtica grave foi iniciada na Península Ibérica pelo Dr. Vasco Gama Ribeiro em 2007, no Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia.

O Serviço de Cardiologia é actualmente centro de referência nacional para intervenção cardíaca estrutural, e um dos centros nacionais com maior experiência no tratamento da estenose aórtica grave.

A marca dos 10 anos de experiência e 482 doentes tratados foi destaque no Jornal de Notícias a 3 de Janeiro de 2018.

Ver aqui para mais informações:
http://www.chvng.pt/index.php/component/k2/item/175-dez-anos-a-salvar-vidas-com-cirurgia-pioneira

arquivo
sddddddddddd
sad